Irmandade Ômega

Hosts do Airbnb expõem fotos e dados de hóspedes em grupos de Facebook


Plataformas de locação de curto prazo, como as conhecidas Airbnb e Vrbo, possuem criteriosas regras de privacidade. Ainda assim, escândalos como câmeras escondidas já aconteceram. Dessa vez, outros milhares de locadores foram flagrados compartilhando informações pessoais, fotos e mensagens de hóspedes em grupos privados de Facebook.

O site de viagens Skift conseguiu acesso a dois desses grupos, nomeados na rede social como “Lista negra de hóspedes do Airbnb” e “Comunidade anfitriã do Airbnb — desabafar, recomendar e discutir”. Lá, o site testemunhou exemplos de xenofobia, discussões sobre assuntos particulares de hóspedes e até identificação por fotos.

Em um dos casos, um superhost locador de um imóvel de luxo em Wisconsin compartilhou a foto de uma mulher supostamente urinando no jardim. “Um dos banheiros é bem próximo da porta […] Esses porcos nem se dão o trabalho de entrar e usar o banheiro e estão mijando em todo o meu quintal.”, critica o revoltado host.

Um dos hosts também se mostra descontente com a sugestão de “pagamento parcelado” de um dos hóspedes. (Fonte: Skift/Reprodução)

Essa publicação foi feita na “Lista de hóspedes ruins do Airbnb”, grupo com cerca de 8 mil membros. Ações como essa não foram inéditas, em outro caso menos extremo de um potencial hóspede, uma simples pergunta já rendeu publicação em um dos grupos.

“Olá. Eu gostaria de saber se está tudo bem se eu trouxer um cara para minha estadia? Para caso eu conseguir desenrolar um cara por aí? Obrigado.”, diz o usuário Airbnb em uma mensagem privada. Então, o host identificado como Hector Graxirena, comentou na publicação: “Eu entro no app e vejo esse lixo. Eu fico ‘sério, cara?’ Meu dedo foi tão rápido no botão de ‘Recusar’ que eu me senti como se minha ex-esposa estivesse ligando.”, dizia o anfitrião.

Um outro relato grave testemunhado pelo Skift, vários hosts debatiam sobre receber clientes chineses, alegando que eles deixavam críticas fortes e que também deveriam evitar pessoas mais velhas que 70 anos.

(Fonte: Pixabay)

A resposta do Facebook e Airbnb

Ambos os grupos não são associados a plataforma de hospedagem e ao entrar em contato com os responsáveis, a Skift recebeu uma resposta nada satisfatória: “Nós trabalhamos para apagar qualquer publicação que viola termos e condições do Airbnb ou direitos de privacidade dos hóspedes e certamente não pensamos que esses relatos são apropriados.”, relata o Airbnb Academy.

Logo após reportado, o Facebook derrubou o “Lista negra de hóspedes Airbnb”, já que as publicações violavam os termos de uso da rede social. Por outro lado, a resposta da Airbnb foi bastante morna. “Você não deveria acessar outras contas sem autorização ou violar a privacidade, copyrights ou marcas de outros.”, disse Ben Breit, um dos líderes de comunicação do app na América.

Breit afirma que o Airbnb irá avaliar os exemplos testemunhados nesses grupos para verificar se violam os padrões de comunidade do Airbnb.

Cupons de desconto TecMundo:



Fonte da notícia

Comentários

comentários